Facebook   Twitter
BANNER COVID
  • Home
  • Aviso à População n.º 05/2020 | PERIGO DE INCÊNDIO RURAL - Declaração de Situação de Alerta

Aviso à População n.º 05/2020 | PERIGO DE INCÊNDIO RURAL - Declaração de Situação de Alerta

aviso populaProibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas

Situação Meteorológica: 

De acordo com a informação disponibilizada pelo IPMA, para os próximos dias, destaca-se a persistência de tempo quente e seco, com intensificação do vento nas terras altas a partir do final de sábado (05SET), realçando-se os seguintes aspetos:

  • Aumento dos valores de temperatura (em especial da temperatura máxima).
  • Valores do índice de Haines elevados (9 a 11) durante a tarde no interior do país, o que indica comportamento errático dos fogos, caso os mesmos ocorram.
  • FFMC (Humidade dos combustíveis finos mortos) com valores elevados (>93) praticamente em todo o território.
  • ISI (Índice de propagação inicial do fogo) com aumento muito significativo em todo o território a partir de dia 6.
  • Humidade relativa do ar (HRA) com valores muito baixos no período diurno e noturno.
  • Vento fraco a moderado (até 30 km/h) do quadrante leste, soprando por vezes forte (até 45 km/h) nas terras altas do Norte e Centro até meio da manhã e a partir do final da tarde.

Efeitos Expectáveis:

Aumento gradual do risco de incêndio em especial nas regiões Norte e Centro. Aumento das dificuldades de supressão dos incêndios rurais.

Medidas Preventivas e de Autoproteção:

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Lamego recorda que no âmbito da declaração de situação de alerta entre as  as 00h00 de 6 de setembro de 2020 e as 23h59 de 8 de setembro de 2020, determina-se a adoção das seguintes medidas, de caráter excecional:

a) Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos planos municipais de defesa da floresta contra incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem, com as exceções previstas no artigo 23.º do Decreto-Lei n.º 124/2006, de 28 de junho, na sua atual redação, nomeadamente o acesso, a circulação e a permanência de residentes permanentes ou temporários e de pessoas que ali exerçam atividade profissional;

b) Proibição da realização de queimadas e de queimas de sobrantes de exploração;

c) Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais com recurso a qualquer tipo de maquinaria, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais;

d) Proibição de realização de trabalhos nos demais espaços rurais com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâminas ou pá frontal;

e) Proibição da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que tenham sido emitidas. 

A proibição prevista nas alíneas c) e d) do número anterior não abrange: 

a) Os trabalhos associados à alimentação e abeberamento de animais, ao tratamento fitossanitário ou de fertilização, regas, podas, colheita e transporte de culturas agrícolas, desde que as mesmas sejam de carácter essencial e inadiável e se desenvolvam em zonas de regadio ou desprovidas de florestas, matas ou materiais inflamáveis, e das quais não decorra perigo de ignição;

b) A extração de cortiça por métodos manuais e a extração (cresta) de mel, desde que realizada sem recurso a métodos de fumigação obtidos por material incandescente ou gerador de temperatura;

c) Os trabalhos de construção civil, desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural. 

O SMPC recomenda a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação de perigo de incêndio rural, nomeadamente através da adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução, na utilização do fogo em espaços rurais, observando as restrições em vigor e tomando especial atenção à evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível junto dos sítios da internet da ANEPC e do IPMA, junto do Gabinete Técnico Florestal da Câmara Municipal e do Corpo de Bombeiros.

 

Acompanhe a evolução do perigo de incêndio para os próximos dias, disponível nos sítios da internet do IPMA e do ICNF, ou junto dos Serviço Municipal de Proteção Civil.

Previsão dos próximos 3 dias: https://fogos.icnf.pt/sgif2010/riscoprint.asp?ddcc=1805

Leia o comunicado na íntegra em anexo: Declaração de Situação de Alerta face ao risco de incêndio florestal

Consulte aqui o Aviso à População

Usamos próprios e cookies de terceiros para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar considera aceitar a nossa política de cookies. Política de Privacidade