Facebook   Twitter
BANNER COVID
  • Home

Governo decreta Situação de Alerta de 18 a 22/08/2018

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal, o Governo, através do Ministro da Administração Interna assinou, esta sexta-feira, o Despacho que determina a Declaração da Situação de Alerta para o período compreendido entre os dias 18 e 22 de agosto, para os Distritos de Braga, Bragança, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, em articulação com as Áreas de Governo responsáveis pela Defesa Nacional, Saúde, Ambiente e Agricultura e Florestas, determinou-se a implementação das seguintes medidas, de carácter excecional:


a) Elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas, considerando-se para o efeito autorizada a interrupção da licença de férias e/ou suspensão de folgas e períodos de descanso;


b) Através da ANPC, solicitar a ativação dos Oficiais de Ligação das Forças Armadas para coordenarem, junto dos Comandantes Operacionais Distritais, patrulhas de vigilância e dissuasão, adicionais às que já decorrem diariamente no âmbito do Protocolo FAUNOS 2018 (ICNF);


c) Através da ANPC, solicitar às Forças Armadas o aumento do nível de alerta de aprontamento de forças de AZUL para AMARELO, de acordo com o previsto no Plano HEFESTO 2018;

d) Aumento do grau de prontidão e mobilização de equipas de emergência médica, saúde pública e apoio psicossocial, pelas entidades competentes das áreas da saúde e da segurança social, através das respetivas Tutelas;


e) Mobilização em permanência das equipas de Sapadores Florestais;


f) Mobilização em permanência do Corpo Nacional de Agentes Florestais (CNAF) e dos Vigilantes da Natureza que integram o dispositivo de prevenção e combate a incêndios, pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P., através das respetivas Tutelas;


g) Aumento do nível de prontidão das equipas de resposta das entidades com especial dever de cooperação nas áreas das comunicações (operadoras de redes fixas e móveis) e energia (transporte e distribuição);


h) Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;


i) Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que possam ter sido emitidas, enquanto vigorar a Situação de Alerta;


j) Dispensa do serviço público dos trabalhadores da Administração Pública que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, nos termos do disposto no artigo 26.o-A do Decreto-Lei n.o 241/2007, de 21 de junho, salvo aqueles que desempenhem funções em serviço público de prestação de cuidados de saúde em situações de emergência, nomeadamente técnicos de emergência pré-hospitalar (TEPH) e enfermeiros do INEM - Instituto Nacional de Emergência Médica, I. P.;


k) Dispensa do serviço dos trabalhadores do setor privado que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, nos distritos em que tenha sido Declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho pela ANPC, nos termos do artigo 26.o do Decreto-Lei n.o 241/2007, de 21 de junho;


l) Recurso aos meios disponíveis previstos no Plano Nacional e nos Planos Distritais de Emergência de Proteção Civil;


m) Proibição de realização de trabalhos nos espaços florestais, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais, com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos, destroçadores e máquinas com lâmina ou pá frontal.

AVISO: Proibição de estacionamento automóvel na Praça D. Dinis

 

A Câmara Municipal de Lamego informa todos os munícipes que, devido à realização das Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios, a partir de hoje, 16 de agosto, e até ao próximo dia 11 de setembro é proibido o estacionamento automóvel na Praça D. Dinis, bem como a circulação automóvel na Rua D. Dinis.
Durante este período, os automobilistas devem respeitar a sinalização temporária existente nestes locais e utilizar os parques de estacionamento alternativos, nomeadamente na Praça Dr. Fernando Amaral.
A Câmara Municipal de Lamego apela à compreensão de todos por eventuais incómodos causados a peões e automobilistas.

Prova rainha do ciclismo português passa em Lamego

A grande festa do ciclismo português vai atravessar novamente as estradas do concelho de Lamego, uma oportunidade para os aficionados da modalidade saírem à rua para apoiar os seus ciclistas favoritos. Na próxima quarta-feira, 8 de agosto, Lamego faz parte do percurso da sexta etapa da 80ª Volta a Portugal em Bicicleta que ligará Sernancelhe a Boticas, numa distância de 165,4 quilómetros. 

A Câmara Municipal de Lamego informa que, devido à passagem da Volta a Portugal em Bicicletavão verificar-se os seguintes constrangimentos no trânsito automóvel, estando as seguintes vias cortadas à circulação entre as 13h45 e as 14h45:

  • Rua das Canastras
  • Trav. Fausto Guedes Teixeira
  • Rua de S. João, 50 metros após Hotel Lamego
  • Acessos ao Bairro da Ponte, por Balsemão e Alvelos
  • Cruzamento do acesso de Alvelos (antes do viaduto A24)
  • Rotunda A24 (junto saída Hospital)
  • Praceta Henrique Veiga de Macedo (lateral Banco Millennium)
  • Bairro da Ponte
  • Largo Luís de Camões
  • Rua do Desterro c/ Rua 15 de Março
  • Saídas Parque FRICARMO na Av. Egas Moniz
  • Saída Parque de estacionamento EDP na Av. Egas Moniz
  • Saída miradouro existente entre seminário e ponte da Rina
  • Saída Parque de Estacionamento antiga CGD na Av. Egas Moniz
  • Saída GALP na Av. Egas Moniz
  • Saída Estacionamento Pizzaria Requinte do Chefe na Av. Egas Moniz

A circulação automóvel estará ainda condicionada na Rua Maestro Almeida Saldanha e na Rua de S. João, junto à entrada principal do Hotel Lamego.

A Câmara Municipal apela à compreensão dos lamecenses por eventuais incómodos causados a peões e automobilistas, provocados por este evento, que contribuirá mais uma vez para a visibilidade e promoção de Lamego na região e no país. 

Para mais informações consulte:

https://www.volta-portugal.com/etapas/6%C2%AA-etapa/

Usamos próprios e cookies de terceiros para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar considera aceitar a nossa política de cookies. Política de Privacidade